Apevi - Associação das Micro e Pequenas Empresas e do Empreendedor Individual do Vale do Itapocu
Cejas Fampesc

Notícias

14 de Dezembro de 2016 às 12h39min

Alcides Andrade é eleito novo presidente da Fampesc


A Federação das Associações de Micro e Pequenas Empresas de Santa Catarina (Fampesc) elegeu Alcides Andrade para a presidência da entidade. A posse será em fevereiro de 2017, para um mandato de dois anos. Atual vice-presidente da Fampesc e diretor da Ampe Metropolitana (Florianópolis), o empresário substituirá Diogo Otero. A escolha unânime foi realizada em um encontro com 40 dirigentes de Ampes de todas as regiões, que representam mais de 6 mil empresários. 

A formação da chapa única, de acordo com Alcides, demonstra a unidade do Sistema Fampesc frente aos desafios de enfrentar as crises políticas e econômicas que se aprofundam, em prejuízo do setor que mais gera empregos no país. Em recente estudo apresentado pelo Observatório da Indústria da Fiesc, com base em dados do Ministério do Trabalho, de janeiro a outubro, a indústria catarinense teve o melhor saldo de empregos do país para o segmento (5.146), com as microempresas na condição de principais responsáveis por este desempenho, 8.080 admissões a mais que demissões.

Alcides Andrade destacou que a recente sanção da Lei Complementar 155/2016, que altera a Lei Geral da Micro e Pequena Empresa e o Supersimples, ainda nega o princípio constitucional do tratamento diferenciado e favorecido às micro e pequenas empresas, para que possam concorrer em pé de igualdade com as demais. "Na tramitação da proposição pelo Senado, o projeto de lei originário foi totalmente desfigurado, sendo que o maior dos absurdos foi passar o início da vigência para 2018. Além disso, o teto do Supersimples foi duramente limitado, apesar da aprovação de um pequeno aumento para R$ 4,8 milhões, que mal atualiza a inflação do período”, explicou. 

O presidente eleito da Fampesc garantiu que a entidade trabalhará cada vez mais para melhorar o ambiente de negócios, fortalecendo a representatividade das associações em todas as regiões e por meio de forte atuação junto à Frente Parlamentar das Micro e Pequenas Empresas. "Continuaremos vigilantes para que as medidas sancionadas por meio da Lei Complementar 155/2016 sejam implementadas, como o novo limite de receita bruta dos MEIs para R$ 81mil e EPPs para R$ 4,8 milhões, a inclusão das micro e pequenas indústrias de bebidas alcoólicas e demais empresas de serviços no Supersimples”, concluiu.

 

Diretoria eleita:

Presidente: Alcides Andrade

Vice-presidente Institucional: Rosicler Meyer Dedekind

Vice-presidente para a Indústria: Luiz Carlos Rosin

Vice-presidente para o Comércio: Odelir Neves

Vice-presidente para os Serviços: Nivaldo Ávila dos Santos

Vice-presidente para Assuntos Internacionais: Wilson Pedro Bernardi

Vice-presidente para o Agronegócio: Marilu Aparecida Del Castanhel

Vice-presidente para o Turismo: Antonio Demos

Vice-presidente para Tecnologia e Inovação: Douglas Juliano Almeida

Diretor Administrativo: Crislaine Kalkmann

Secretário Administrativo: Leandro Schmockel Gonçalves

Diretor Financeiro: Estevan do Nascimento

Tesoureiro: Silvio Cesar Gonçalves

Diretor Social: Adriana Borges Marquezini

Diretor Jovem Empreendedor: Daniel Henrique Moreira


Alcides Andrade e Diogo Otero (Crédito: Rosane Lima)




Outras notícias


Apevi e Finanville fecham parceria para Certificado Digital

Apevi e Finanville fecham parceria para Certificado Digital

Apevi oferece Certificado Digital

O Certificado Digital é uma assinatura com validade jurídica que garante proteção às transações eletrônicas e outros serviços via internet, permitindo que pessoas e empresas se identifiquem e assinem digitalmente de qualquer lugar do mundo com mais segurança e agilidade.

FIPES 2017 quer gerar oportunidades de negócios a empresas de Santa Catarina

Segmento expressivo da economia, a área de eventos de negócios representa um ativo importante para o País. Indicadores mais recentes da Associação Brasileira de Empresas de Eventos (Abeoc) mostram que feiras, seminários, os congressos, as convenções, os simpósios e os grandes encontros de negócios movimentam por ano, juntos, mais de 200 milhões de pessoas. A contribuição em impostos arrecadados ultrapassa R$ 50 bilhões e um faturamento superior a R$ 209 bilhões, com geração de empregos diretos e indiretos batendo os 7,5 milhões de pessoas.